terça-feira, 28 de agosto de 2007

[Ayamonte 2007] À alma de um andaluz

Carisma, talento e versatilidade: 3 adjectivos que caracterizam um músico andaluz ímpar. Natural de Granada, Carlos Cano começou por compor com voz e guitarra, fomentando desde cedo o cruzamento entre tradição e inovação. Contribuiu decisivamente para o movimento de homenagem e modernização da copla (canção tradicional espanhola). Espírito generoso e solidário, Cano reinvidicou constantemente nas suas canções o resurgimento de uma identidade Andaluza.
Amália Rodrigues teve nele um fiel devoto, o que se veio a traduzir concretamente no maior êxito da sua carreira - María, la Portuguesa.

O http://bandadosamouco.blogspot.com apresenta aos seus leitores o registo que uniu ambos os cantores para a eternidade:


Em 2002 – menos de 2 anos após a sua morte - a Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense decidiu homenagear Carlos Cano através da sua Banda de Música. A pretexto da presença em terras andaluzas, foi lançado o desafio ao Sr. Aurélio Alegria para recriar o tema “Maria, la Portuguesa” para ser apresentado em Ayamonte. Após uma longa maratona onde a concentração e motivação em produzir este trabalho foram constantes, este músico apresentou na S.F.P.L.S. o arranjo do tema "Maria, la portuguesa", feito de forma profissional e em tempo record.

Dias depois, a surpresa e a emoção surgiam de mãos dadas em Ayamonte: uma banda de música do país irmão tinha conseguido dispultar novas emoções, através de uma personalidade tão acarinhada pelos ayamontinos. Quer nas ruas quer em concertos, muitos acompanharam de forma audível a Banda do Samouco, cantando a letra de um triste fado que relata o amor não correspondido de um andaluz por uma tal de Maria, la portuguesa.

Veja em seguida o vídeo onde Carlos Cano interpreta de forma sublime este tema:

Em 1 de Dezembro de 2004, na celebração do seu 85º aniversário e inauguração da sua nova Sede Social no Samouco, a Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense homenageou de novo o cantor andaluz, recriando o mesmo tema na voz de Pedro Rodelo durante o momento mais alto das comemorações: o concerto da Banda de Música.

No presente ano, a Banda do Samouco volta a marcar presença com a responsabilidade, ambição e humildade que a caracteriza nas Festas em Honra de Nossa Senhora das Angustias na cidade de Ayamonte, entre os próximos dias 4 e 9 de Setembro.
O http://bandadosamouco.blogspot.com estará em reportagem a partir de Ayamonte já a partir de Domingo dia 2, para lhe contar tudo o que importa. Fique em sintonia com este espaço.

1 comentários:

PEPE LOPEZ disse...

Saludo la Banda da Sociedade Filarmónica Progresso e Trabalho Samouquense tan querida en Ayamonte. Abrazos nuestros amigos Y hermanos.

Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense
Instituição de Utilidade Pública
Sede: Rua Francisco Domingos Taneco, 2890-242 Samouco, Portugal

Optimizado para resolução 1024x768 em ambiente Mozilla Firefox v3.0.11
© 2007-2010 Todos os Direitos Reservados.