quinta-feira, 10 de abril de 2008

[Antevisão] Inauguração da Temporada 2008 na Praça de Toiros do Campo Pequeno

O Campo Pequeno inaugura a temporada na próxima quinta-feira dia 17 de Abril às 22h00, com um cartel digno da “Catedral do Toureio a Cavalo”, ou seja, um cartel de máxima categoria. A Banda de Música da Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense assegurará a componente musical deste espectáculo.

Integram este cartel três artistas que já saíram em ombros no novo Campo Pequeno e pelos quais os aficionados portugueses nutrem especial carinho e respeito: Luís Rouxinol, Pablo Hermoso de Mendoza e João Moura Júnior.

Luís Rouxinol é um cavaleiro com uma carreira consolidada através de triunfos repetidos em todas as praças portuguesas, nomeadamente na do Campo Pequeno. É indiscutivelmente já de há algumas temporadas, primeira figura do toureio. Na presente temporada, a sua 22ª como cavaleiro de alternativa, decidiu abraçar um novo desafio e levar o vigor e a raça do seu toureio a arenas de Espanha e França.

O rejoneador espanhol Pablo Hermoso de Mendoza é, incontestavelmente, uma das maiores figuras de sempre do toureio a cavalo. À intuição que revela em praça e que lhe permite entender na perfeição as características do toiro que tem pela frente, alia um profundo conhecimento do cavalo, servida por uma equitação do mais alto nível, bases em que assenta o seu toureio que electriza multidões.

João Moura Júnior, apesar da sua juventude, é já um dos nomes mais sólidos da nova geração de cavaleiros tauromáquicos. Começou de forma auspiciosa a temporada de 2007 no Campo Pequeno com a alternativa concedida no dia 3 de Maio pelo seu pai na presença de Pablo Hermoso de Mendoza, a qual culminou com a apoteótica saída em ombros dos três alternantes. A sua temporada decorreu fundamentalmente em Espanha e França, onde contou por triunfos a quase totalidade das suas actuações. Finalizada a temporada europeia, rumou às Américas onde prosseguiu uma temporada de êxitos.

Três grupos de forcados amadores com um riquíssimo historial integram também o cartaz da inauguração da temporada de Lisboa: Os de Santarém, o grupo mais antigo, fundado em 1915, com uma trajectória gloriosa construída ao longo de quase um século de existênica, os de Vila Franca, que na temporada de 2007 comemoraram, de forma brilhante, as suas Bodas de Diamante e os de Évora, este último numa interessante fase de consolidação artística. Capitaneiam-nos, respectivamente, Pedro Figueiredo (Graciosa), Vasco Dotti e João Pedro Rosado.

Serão lidados seis imponentes toiros de Francisco Romão Tenório. Esta prestigiada ganadaria é actualmente formada por vacas e sementais e Los Espartales, provenientes do encaste Murube-Urquijo e tem antiguidade referida a 13 de Setembro de 2001 (Moita do Ribatejo).

Sinta desde já o pulsar da festa brava na monumental lisboeta com o serviço http://bandadosamouco.blogspot.com e recorde o Pasodoble Campo Pequeno, interpretado pela Banda do Samouco no último espectáculo do abono 2007:

1 comentários:

Ferreira Teixeira disse...

Para todos os músicos e Maestro Sérgio Oliveira um desejo: que sejais iguais a vós próprios na abertura do Abono 2008, a primeira de muitas corridas desta época no Campo Pequeno.

Ferreira Teixeira
Presidente da Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense

Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense
Instituição de Utilidade Pública
Sede: Rua Francisco Domingos Taneco, 2890-242 Samouco, Portugal

Optimizado para resolução 1024x768 em ambiente Mozilla Firefox v3.0.11
© 2007-2010 Todos os Direitos Reservados.