segunda-feira, 15 de setembro de 2008

[Fiestas de las Angústias 2008] Chegada a Ayamonte

Quinta-Feira, 4 de Setembro: um final de tarde agradável em Vila Real de Santo António espera a formação samouquense. Um pequeno desfile ainda em terras portuguesas antecede a travessia marítima do Guadiana, feita num dos tradicionais ferry-boats. Em território espanhol, largas centenas de Ayamontinos esperam a chegada dos músicos portugueses. Após o desembarque, todos são recebidos em ambiente de apoteose. Percorridos 200 metros, apresenta-se a Praça do Ayuntamiento em todo o seu explendor: lotada de gente mas acima de tudo de uma atmosfera onde a emoção é a tónica dominante, a interpretação dos hinos foi algo de muito intenso, com as letras ecoadas por muitos dos presentes com forte ovação no final. Segue-se o discurso de António Rodriguez Castillo, Presidente do município ayamontino, ao qual se segue uma sessão de fogo de artifício. Momentos depois, os músicos portugueses seguem até à arcada principal da iluminação localizada no início da feira, onde foi feita a inauguração desta ao som do pasodoble "Ayamonte" pela Banda do Samouco.

O serviço http://bandadosamouco.blogspot.com apresenta em seguida alguns momentos registados nesta ocasião especial:




O serviço http://bandadosmaouco.blogspot.com mostra em seguida o pulsar vivido à chegada à cidade espanhola: e porque nem sempre é fácil captar imagens - em especial em algumas alturas deste acontecimento - apresentamos em seguida o vídeo que resume as primeiras 2 horas em solo espanhol:

2 comentários:

Filipe disse...

Pessoal, chegámos com vontade e determinação, e no final mostrou-se que a vontade move montanhas. Abraço a todos vós por estes momentos memoráveis.

Anónimo disse...

No hay palabras. No hay más que emociones, profundas emociones, viendo lo que vemos y oyendo lo que oimos. Hay que ser grandes de corazón y de espíritu para hacer lo que haceis en la Banda do Samouco cuando vais a España. Hay que ser generosos y fraternos, como vosotros lo sois, para entender que la Música puede unir -y une-, alegrar -y alegra-, acercar -y acerca-. Que Dios os bendiga por lo mucho y bueno que estais haciendo por Portugal y por lo mucho y bueno que cada año sembrais en España. Un fuerte abrazo. CIRCULO TAURINO de las RIAS BAIXAS

Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense
Instituição de Utilidade Pública
Sede: Rua Francisco Domingos Taneco, 2890-242 Samouco, Portugal

Optimizado para resolução 1024x768 em ambiente Mozilla Firefox v3.0.11
© 2007-2010 Todos os Direitos Reservados.