quarta-feira, 12 de setembro de 2007

[Crónica] Corrida de Toiros do Município da Moita

Ao abrigo da parceria entre o serviço Naturales - Correio de Tauromaquia Ibérica e o serviço http://bandadosamouco.blogspot.com, apresentamos a crónica da 2ª corrida da Feira Taurina da Moita, ocorrida esta terça-feira dia 11:

MOITA (Serviço especial / FOTOS DE JOAO SILVA, CHEFE DE FOTOGRAFIA DE NATURALES - CORREIO DA TAUROMAQUIA IBERICA, ENVIADO ESPECIAL)
Praça de Toiros Daniel do Nascimento na Moita do Ribatejo.
Ganadaria: Varela Crujo, toiros mansotes e algum descastado.
Matadores: Luís Vital "Procuna", Sérgio Parrita e Nuno Velasquez.
Muito público nas bancadas para este tipo de corridas apeadas.
Componente musical deste espectáculo assegurada pela Banda de Música do Rosário.
Dirigiu António dos Santos assessorado pelo médico veterinário José Maria Lobo.

Luís Procuna bem nas bandarilhas com dois pares a quarteio e um de violino. Na muleta, o toureiro porfiou mas o toiro cortaría as viagens impedindo as series e os passes ligados. No seu segundo, o melhor toiro do curro enviado, Luís Procuna mostrou no capote algumas verónicas e ainda algunha “gaonera”, para depois estar bem no tércio de bandarilhas, e no tércio final de muleta lograr séries, alguma de elevado nivel, sendo premiado no final pela bancada com uma grande ovação.

Sérgio Parrita, muito voluntarioso, recebeu o seu primeiro com o capote onde destacariam três “chiquelinas” e ainda uma “revolera” de mérito. Bandarilhou bem no principio e com azar no último par. Volcado e com muita vontade, tentou no tudo no trabalho final de muleta. No quinto da tarde, Sérgio dos Santos, Parrita, não teve sorte na primeira parte da sua lide, mas cheio de vontade e ganas de agradar, acabou por conseguir na faena de muleta varias séries de passes mais que aceptáveis tendo en conta as dificultades do animal que tinha de frente.

A Nuno Velasquez, podemos sinalar que as características do seu primeiro opositor não lhe permitiram realizar uma lide como ele desejava. O toiro só tinha um norte : aparentar que...mas ao final sempre se desinteressava do pano que lhe ofrecía o toureiro. No último toiro da tarde/noite, o matador ainda executou alguma séries de muleta de certo interés, mas num global muito por baixo da suas qualidades como toureiro. Mal ganado, certamente.

Em resultado do espectáculo desta 4ª Feira ter sido anulado (devido às condições climatéricas adversas que se fizeram sentir em toda a região a sul do rio Tejo), o http://bandadosamouco.blogspot.com voltará esta 5ª Feira com o rescaldo da grandiosa corrida de toiros à portuguesa. Não deixe de marcar presença na Praça de Toiros Daniel do Nascimentos naquela que é a derradeira corrida da mais importante Feira Taurina de Portugal.

1 comentários:

J. Félix disse...

Grande trabalho, grande cobertura, grande blog!
Continuem a marcar a diferença!
Parabéns!

Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense
Instituição de Utilidade Pública
Sede: Rua Francisco Domingos Taneco, 2890-242 Samouco, Portugal

Optimizado para resolução 1024x768 em ambiente Mozilla Firefox v3.0.11
© 2007-2010 Todos os Direitos Reservados.